quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

É no Porto da Raiva que se retoma a N2 depois de alguns kilometros feitos hoje inevitavelmente pela IP3, a mais fatídica estrada de Portugal que apagou do mapa 18km do troço da N2 que ligava Sta Comba Dão à Raiva. Apagada do mapa ficou também esta pitoresca aldeia beirã que se chamava a Foz do Dão, aldeia piscatória lindíssima, parada no tempo até ao início da década de 80 por se saber que mais cedo ou mais tarde iria submergir debaixo das àguas de uma Barragem prevista que se veio a chamar de Aguieira, construída em 1981.
A N2 passava por ali, às curvas entre vales e pinhais, descendo até atravessar o rio junto à aldeia, por uma monumental Ponte chamada Salazar que permanece hoje igualmente submersa, construída em 1935 pelo então Ministro das obras públicas Duarte Pacheco.
Desenho feito a partir de uma fotografia antiga da Foz do Dão

5 comentários:

hfm disse...

Belíssima esta composição.

Eduardo Salavisa disse...

Estes textos são pérolas. Já sem falar dos desenhos. Não são pérolas a porcos, mas guarda-os, porque em papel é outra coisa.

Marcelo de Deus disse...

Parabéns, pelos desenhos e pelo blog.
Extraordinário

Que inveja não saber desenhar assim!

Valencas disse...

Digo simplesmente excepcional.
Fiquei cativo da leitura e gostaria de ter acesso ao restante texto ou ao livro da viagem através da N2,a estrada mais especial de Portugal, não sei se será possível???
Mas aqui deixo explanado esse desejo!
Cheguei ao blogue através de um amigo, que me endereçou a pagina, isto devido a ter publicado uns pequenos textos sobre a N2 neste blogue: http://marafado.wordpress.com/2010/02/25/a-estrada-nacional-2/
O tema para mim é pois especial.

Cumprimentos e obrigado pelos textos e ensinamentos prestados.
Manuel Jesus
www.sitesmaisuteis.pt

Jota disse...

Obrigado por todo este depoimento sobre a EN 2 e pela forma como toda a viagem é descrita.
Há muito que planeava fazer esta estrada e o seu blog ajudou bastante,pois foi como que um empurrão para o fazer já quanto antes.
Fui guardando o pouco que fui descobrindo sobre a EN2,imprimindo mapas,traçando planos com o aplicativo do GPS,recolhendo informações sobre os locais de passagem etc,tudo isto resultou num Road Book de 240 paginas,já conheço alguns troços do Alentejo e o da serra do caldeirão,mas vou fazé-la na totalidade começando no Km zero em Chaves,e como tenho de ir a Chaves e sou do Algarve,resolvi ir até chaves igualmente por estradas secundárias,entre a EN2 e a fronteira de Espanha desembocando em Miranda do Douro,e dai rumando sempre pelo interior até Chaves,assim cruzo o país duas vezes na sua realidade e profundidade, já tenho experiencias deste tipo de viagens noutros paises,sendo que tenho um blog sobre as várias experiencias deste tipo em Cuba onde percorri e cruzei todo o País pelas piores e mais isoladas estradas, http://cubaaventura.blogspot.com (este blog ainda não está terminado)
A aventura da EN2 começa amanhâ dia 27 de Agosto de 2011 com a partida até Chaves e terminará segundo o previsto dia 5 de Setembro.
João Correia - Lagos