sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Sábado, 11 de Julho, os avós levam o neto para lanchar na praia fluvial em Penacova. É a avó que prepara com todos os mimos aquilo que julga que o neto gosta mais, enquanto o avô conta as amarguras que em tempos ali passou quando levava a vida a carregar a camioneta com areia para a construção e durante a noite ainda fazia o curso de marcenaria.
Os tempos mudaram! Esse tinha sido um passado ainda recente, o avô pertence já a uma geração pós rural em que a principal actividade empregadora nesta região foi a construção.
Este mesmo espaço de memórias sofridas do avô, é hoje o espaço de brincadeira do neto, que mostrava não ter nem apetite para o lanche nem apetite para as histórias do avô.
O desenho foi feito a partir de uma fotografia tirada disfarçadamente no local.

Um comentário:

annie hall disse...

Este desenho lembra mesmo o Norman Rockwell .Registos do dia a dia .