segunda-feira, 5 de abril de 2010

O surf é uma experiência, uma expressão, uma actividade, uma performance, uma sensação, uma espiritualidade, enfim, qualquer coisa que nos agarra às vezes desde muito cedo e de uma forma permanente e inexplicável nos move, molda, muda e direcciona a nossa vida.
Mas é também de alguma maneira redutora, como modalidade desportiva, com avaliações numéricas, "rankings", marcas, federações, circuitos, atletas e heróis que viraram mitos, que o surf tanto cresceu e se tornou popular ao ponto de juntar aqui durante o Campeonato do Mundo em Peniche, neste dia no "pico da mota" nos "Belgas" algures entre o Baleal e o Bom Sucesso, numa terra do nunca e de ninguém algumas milhares de pessoas para ver o "heat" daquele que não deixa dúvidas ser o maior surfista de todos os tempos.
O Rei Kelly Slater de licra vermelha vinha aqui perder para o australiano (Owen Wright) de licra amarela.

4 comentários:

Erica disse...

Surf é bom, ando a aprender. Levo mais porrada do que apanho ondas, mas só o facto de estar no mar com a cabeça livre de tudo o resto faz com que as tentativas falhadas nem cheguem a ser frustrações.

Continuação de bons desenhos!

annie hall disse...

Oh Prof João Catarino ,já nem sei se gosto mais do desenho se do modo como escreve:)

Rita B. disse...

e nós estavamos lá :) beijinhos saudades catarino
burka girl ;)

Mr Dewhurst disse...

Very nice. You've captured the 'calm in between sets' beautifully.