sexta-feira, 23 de abril de 2010

Nas boxes estas feras num ápice passam do estado do dormência para uma histeria colectiva.
Quando se ligam os motores o barulho é gritante, infernal, animal, brutal, de arrepiar, de fazer ranger os dentes, vibrar as paginas do caderno e ter chots adrenalínicos.

2 comentários:

antonio ricardo nunes neto disse...

aproveita suas folgas e vee se desenhas bastantes pra eu comentar os seus desnhos que estao cada ves melhores e olha la esta tecnica de desenhar carros que vc tem esta mesmo demais ate logo entao espero que vas a peça de teatro da ines hoje de anoite ate logo se fores e seus desnhos estao mesmo muito perfeitos antonio neto

Filipe LF disse...

Palavras para quê! Os monitores é que vibram com estas obras gráficas que nos ofereces, ò Mestre Catarino! Sempre a aviar segmento!
Abraço