segunda-feira, 29 de março de 2010

Há cerca de um ano atrás anunciava-se a saída de um novo Jornal diário, estranhamente havia ainda um país na Europa, curiosamente aquele que menos lê jornais, que arriscava num novo matutino. Ainda o nome não estava divulgado e já havia trabalho para os Portugueses que tinham sido vistos nos "UrbanSketchers". Calhou-me registar o Bairro Alto durante 5 dias ou 5 noites pelo mesmo prisma sem sair do lugar. Este caderno (encadernação da papelaria da moda, papel cavalinho,formato A5) foi comprado especialmente para o efeito. A reportagem para dupla página não chegou às bancas, mas chega agora ao Blog. Serviu para isso mesmo, tal como depois o passeio "pelos caminhos da água em Carcavelos", serviram para verdadeiramente avaliar a experiência do que é estar, e do que é apenas passar. Dar um pouco da nossa disponibilidade para ESTARMOS nos lugares por onde passamos sempre e parar e VER o que ali sempre esteve e nunca vimos.

3 comentários:

hfm disse...

Só pelo exterior o caderno promete.

annie hall disse...

E estevai estar em edição de venda?

Sandra Ramos disse...

Tu sabes que até irritas??? Ainda por cima escreves assim com uma simplicidade e um calorzinho que até parece que te estou a ouvir... sempre um prazer passar por cá!