segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Enquanto a maré não cobre as pedras, é o tempo de um desenho quase abstracto feito do cimo da rocha ruiva que dá o nome a esta praia.
Abstractas são igualmente as razões destas ondas rochosas sobre elas produzirem ondas de mar, essas sim, tudo menos abstractas, desenhadas pela natureza conforme todo o surfista artista ou não artista desenhou toda a vida em páginas de cadernos de escola, vidros embaciados, bloquinhos de telefone, toalhas e toalhetes de restaurante e por aí fora.

7 comentários:

João Santos disse...

The usual Quality!:)

hfm disse...

Gostei tb dessa "fábrica de esquerdas perfeitas" diz a "jagoz.

cláudia mestre disse...

também já subi até lá uma vez. e vi a praia dessa diferente mas não menos bela perspectiva. e fotografei o que tão bem desenhaste.

Lucia disse...

Você me inspira tanto que fiz um bloquinho para voltar a desenhar.

ze bird disse...

há 15 anos atasquei um fiat uno na rampa desta praia e surfei as esquerdas só com uns amigos. também já subi ao calhau laranja. grande desenho mestre.

cláudia mestre disse...

já publiquei no meu blog a tal pintura da estrada para a ponta ruiva. queres ver?

josé louro disse...

Morreu?