quarta-feira, 9 de julho de 2008

Este foi o molesquine que me acompanhou do fechar ao abrir da época balnear. O papel de aguarela de boa qualidade gerava alguma cerimónia no enfrentar das folhas descomprometidamente, o que inibiu uma continuidade compulsiva desejável.

4 comentários:

josé louro disse...

Percebo.

e.s. disse...

Bem dito. É por isso que não os uso. Além do preço.

Pequete disse...

Tenho um igual, ainda por abrir, precisamente por essa razão (foi oferecido, eu não teria coragem de o comprar...)

jd disse...

Conheces o trabalho do Raymond Pettibon?

Vê ici:

http://www.pbs.org/art21/artists/pettibon/#

bjs

joana d