sexta-feira, 25 de abril de 2008

Aproveito a oportunidade entre livros para neste dia, sacudir o pó deste caderno de 1975/76. Com 10 anos, um ano depois da revolução de Abril, eu era uma criança que vibrava com as "manifs e as grandes pinturas murais que se fizeram na cidade. Este foi o meu ùnico partido e o partido que eu mais desenhei! Poucos anos depois, este movimento acabou num jantar de encerramento, nessa mesma altura que acabou também esse intenso pedacinho de história, quando deixámos que fosse o sonho a comandar a vida.

6 comentários:

e.s. disse...

Foi pena terem pintado o mural do MES (o da 24 de Julho). Penso mesmo que foi um atentado ao Património. À nossa memória. Para dar lugar a publicidade a uma marca de cervejas. Boa metáfora da transformação da nossa sociedade.

pmg70 disse...

ATENÇÃO COM O DUMURO
Está artilhado com qq coisa pouco simpática...

croqui disse...

mesmo indicado!

excelentes desenhos, excelente blog!
parabéns

josé louro disse...

A luta continua?

Pequete disse...

Vinha fazer exactamente o mesmo comentário que o e.s.! Que pena e que mal, terem feito desaparecer o mural da 24 de Julho!

Joao disse...

foinex eu tb era do m.e.s.!
acho que aquela bola vermelha
não deixava nenhum puto indiferente..