terça-feira, 25 de janeiro de 2011

O desenho sai já depois do prato sujo, antes isso do que uma dobrada já fria. O Eurico fica num virar de esquina na Costa do Castelo, a Dona Lina trata-me por filho, no fim ainda trás um cheirinho e a conta sempre em conta que escreve com uma letra bonita entre as nódoas da toalha.

3 comentários:

João Amorim disse...

Porque é que nos teus desenhos de almoços vejo sempre, subliminarmente desenhada, uma "Sagres"? Ainda não evoluiste oara uma Super-

João Catarino disse...

Olá João, essa é a evolução, já fui Super agora sou Sagres!

miGuel pesTana disse...

ola.belos desenhos que traça.Mto expressivos.Parabens por esse dom.

Miguel