quinta-feira, 29 de maio de 2008

Vai ali um africano que deve ser da Guiné! Tem um daqueles gorros tipo Amílcar Cabral que usam na Guiné faça frio ou faça calor. Já o tenho visto mais vezes, ainda esta semana o personagem voltou aparecer no meu novo livrinho.

Um comentário:

e.s. disse...

É engraçado as relações que se estabelecem nos transportes públicos. Fica-se com uma cumplicidade difícil de explicar.